10 September, 2010

Antecipe o seu sonho

Fazer amortizações regulares é a melhor forma de quitar o imóvel mais cedo

A quitação antecipada da casa própria está mais próxima dos compradores do que eles imaginam. Um orçamento disciplinado e uma estratégia adequada são as dicas dos especialistas e dos compradores que conseguiram se livrar da dívida.

Antecipar a quitação do financiamento faz o custo final diminuir sensivelmente. Isso porque, ao receber o pagamento adiantado – seja o valor de todo o saldo devedor ou de uma parte dele -, o financiado deve descontar os juros, os seguros e as taxas referentes ao período que foi antecipado.

clique na imagem para ampliar

Fazer uma poupança extra para juntar o valor necessário para quitar a dívida não é a estratégia mais recomendada. “Os rendimentos da poupança ou do FGTS, por exemplo, são inferiores aos juros praticados pelos bancos”, explica o economista José Dutra Vieira.

O ideal é utilizar rendas extras, como o 13º salário, as comissões e os bônus dados pelas empresas para realizar amortizações anuais. “Folgas no orçamento mensal, que, somadas às parcelas, não ultrapassem 30% da renda, devem ser utilizadas para assumir prestações maiores em um financiamento mais curto”, afirma Dutra. O valor mínimo para amortizações varia entre as empresas, mas, geralmente, corresponde a uma prestação.

Regras

Descontos adicionais para quem faz a antecipação podem ser negociados, mas as instituições não são obrigadas a oferecer esse abatimentos.

Qualquer tarifa para autorização da operação – antigamente chamada de TLA (Tarifa de Liquidação Antecipada) – é ilegal. Cobranças desse tipo devem ser denunciadas ao PROCON.

Comprador faz sacrifício para adiantar quitação

Quem usou a renda extra para quitar o imóvel não se arrepende. O cartorário Dimas Faria, 31 anos, aproveitou um período de bons negócios e poupou as suas comissões, pagando em 13 meses um financiamento de 15 anos.

“A família fez sacrifícios. Fiquei um tempo sem carro, que usei para aumentar o valor da entrada, mas valeu a pena”, diz.

Já o analista de sistemas Daniel Perruci, 29 anos, contou com o FGTS de um outro emprego e com aplicações anteriores e para quitar o seu primeiro apartamento. “Fiquei surpreso quando vi que já dava para pagar a dívida”, conta.

O FGTS acumulado em seis anos de financiamento também é a aposta do comerciário Luís Pimentel, 46 anos. “Quero negociar um desconto com a construtora no próximo ano.”
Fonte: Tiago Santos

Por que vale a pena

Compare os juross e veja porque sempre vale a pena antecipar as prestações:
Financiamentos Bancários
Juros entre 10,5% e 12% ao ano
- Em 12 prestações de R$ 1.000,00, são pagos em juross pelo menos R$ 1.200,00

FGTS
Juros próximos a 3% ao ano
-Uma quantia de R$ 12 mil depositada no fundo de garantia por ano rende R$ 360,00. Manter os R$ 12 mil aplicados no FGTS por um ano e continuar pagando as prestações resulta em um prejuízo de R$ 900,00 (R$ 1.260,00 - - R$ 360,00)

Direitos

O valor da antecipação deve incidir apenas sobre o valor do saldo devedor. Em nenhuma hipótese juros, seguros ou taxas, que compõem as prestações, devem ser combrados na antecipação. Nenhuma tarifa, como a antiga TLA (Tarifa de Liquidação Antecipada), pode ser cobrada para efetuar a operação. Qualquer obstáculo oferecido pela empresa para impedir a antecipação deve ser denunciado ao PROCON. O direito à antecipação é garantido pelo Código de Defesa do Consumidor.

Reclamações

162 reclamações sobre problemas com a antecipação do financiamento foram registradas no PROCON, no primeiro semestre deste ano isso representa cerca de 1,5% do total de reclamações quanto a assuntos financeiro contra bancos comerciais.

 

Entre em contato


Utilize o formulário abaixo para entrar em contato conosco, marcando a opção de seu interesse.

Nome
Email
Telefone
Celular
Assunto ContatoCadastrar ImóveisFazer AvaliaçãoFinanciamento ImobiliárioInformação sobre imóvel
Observação